Na temporada anterior de… – um guia rápido de Gossip Girl a Medium


Os cinco grandes canais dos EUA (ABC, CBS, CW, Fox e NBC) retomam sua programação normal neste mês – e, por aqui, já tem canal pago prometendo exibir episódios com apenas uma semana de diferença. Se você perdeu episódios importantes ou já se esqueceu de tudo, tire o pó com nossos resumos da temporada passada e prepare-se para os novos episódios.

Mais um pouco de desencontros com Chuck e Blair

Gossip Girl

Anteriormente em Gossip Girl: Serena terminou mais namoros fadados ao insucesso enquanto procurava por seu pai perdido (ou nem tão perdido assim); Blair e Chuck enfrentaram crises de fé em seu relacionamento tortuoso; Dan e Vanessa sobreviveram a Hillary Duff somente para se separar meses depois; Jenny Humpfrey esgotou seu arsenal de joguinhos e conseguiu ser mandada para um colégio interno (que, se tivermos sorte, ficará fora do alcance de redes de telefonia celular); e Nate… Nate ficou bonito para a câmera durante a temporada inteira.
O que nos aguarda na nova temporada? Blair e Serena voltam a ser frenemies em Paris, Chuck ressuscita após um tiro não muito certeiro tê-lo atingido diante de um bordel no Leste Europeu e Dan tem que lidar com seu pior pesadelo: Georgina grávida. Já adivinhamos quem é o pai, né? XOXO.


Final (mais) sangrento no Seattle Grace

Grey’s Anatomy

Depois de forçar diversos novos personagens em sua sexta temporada, Grey’s Anatomy passou por uma purgação bem ao estilo ER. Surtado após a morte da esposa pelas mãos de McDreamy, Lexie e Richard Webber, um marido psicótico decide voltar ao Seattle Grace e fazer justiça com as próprias mãos. Colocando o hospital em estado de sítio, o assassino impiedoso fez o favor de nos livrar de alguns mercy westers desnecessários à trama (mal ae, Percy e Reed, nós mal conhecemos vocês), deixando o elenco verdadeiramente importante para ser aterrorizado sem grande perigo.
Provando que é à beira da morte que a verdade vem à tona, os casais de Grey’s Anatomy foram pouco a pouco testados. Owen e Cristina quase não passaram, Lexie e Alex tiveram que lidar com o fantasma de Izzie sendo mencionada à beira da morte ao passo que Callie e Arizona juntamente com Meredith e Derek reafirmaram tudo aquilo que já sabíamos sobre eles. Enquanto Arizona admitiu que quer sim ter filhos com Callie, Meredith teve que ignorar a perda de seu bebê não-nascido enquanto seu marido se recuperava na UTI após ser baleado. Provando estar recuperado do vício, Richard saiu da crise renovado, enquanto Miranda Bailey vai ter que lidar com sua incapacidade de salvar Percy e sua covardia diante da morte certa. Tá perdoada, Miranda.


É a chance de Huddy

House

Chegou a hora de ser feliz, House. Após começar a temporada internado no hospício e sem licença para praticar Medicina, Gregory House foi forçado a cair na real como até agora não havia caído. De volta ao Princenton-Plainsboro, o mais prolífico diagnostician reestruturou sua equipe, trouxe de volta antigos membros e se reergueu livre do vício, mas não de sua depressão. Incapaz de conquistar a única coisa que realmente queria – o coração de Cuddy (óun!) –, House encerrou sua temporada à beira do abismo, mais uma vez. Perdendo uma paciente de quem tratou sozinho, o médico neurastênico amargou um retorno ao vicodin escondido na parede de seu banheiro, somente para receber a ajuda que menos esperava. Segurado por Cuddy, que finalmente terminou com Lucas, House recebeu a chance que tanto merecia. Na próxima e talvez última temporada, o amor estará no ar…


Barney é participativo

How I Met Your Mother

O futuro está se aproximando e se certos personagens não se apressarem um paradoxo pode acontecer – por exemplo, Lily e Marshall têm uma família, mas até agora não os tínhamos visto sequer tentando engravidar. Tudo mudou quando o casal decide que ao encontrarem o último doppelgänger da turma (Stripper Lily, Mustache Marshall, Lesbian Robin e Mexican Wrestler Ted eram os quatro encontrados até agora), os dois passariam a tentar. Num esforço romântico sem paralelos, Barney decide se disfarçar pela cidade de NY, na tentativa de fazê-los acreditar que o último duplo havia sido encontrado. Enquanto isso, Robin se arrisca no relacionamento com Don e recusa o emprego dos seus sonhos para ficar com o âncora. O que ela não imaginava é que sua recusa acabasse levando o próprio Don a assumir a vaga e ser forçado a partir. Dando um passo em direção a vida adulta, Robin se aconchega nos ensinamentos de Ted e torce para que um dia suas escolhas lhe tragam um retorno inesperado. E cadê a esposa do Ted? Continuamos a aguardar as cenas dos próximos capítulos…


Sem pânico -- Christopher Chance e Guerrero têm um plano

Human Target

Christopher Chance é o homem que você quer ao seu lado quando sua vida está em perigo. Com a ajuda de Winston e Guerrero, Chance já salvou metade dos atores de ficção científica/ação/fantasia (a lista de participações especiais incluiu Tricia Helfer, Sean Maher, Amy Acker e William B. Davis) em apenas 12 episódios.
No final da temporada, descobrimos que Chance não é seu nome real (ok, nem foi tão surpresa assim) e vemos como foi que ele deixou sua vida de crime para virar um defensor. O caso que mudou o jogo, ocorrido seis anos antes, acabou com a morte de uma mulher e o desaparecimento de um livro procurado até hoje.
Chance terminou o ano embarcando no helicóptero de seu ex-chefe criminoso, mas deixando Guerrero com instruções para fazer alguma coisa… que só vamos entender (ou não) quando a nova temporada começar.


Com Sharon Stone, SVU é só trabalho

Law & Order: SVU

Wentworth Miller, Eric McCormack, Naveen Andrews e Mischa Barton foram algumas das participações especiais da temporada. Sharon Stone atuou em 4 episódios no papel da promotora Jo Marlowe, ex-parceira de Stabler, mas a recepção do público não foi das mais calorosas.
Entre um caso e outro, SVU continua evitando dar muito espaço à vida pessoal de seus detetives – e, quando isso acontece, tem a ver com trabalho. Olivia Benson, por exemplo, é incriminada em um assassinato… por um suspeito que ela havia prendido anos antes. E Elliot Stabler tem o relacionamento com seu filho Dickie complicado… por uma investigação envolvendo um amigo do adolescente.


Ei, Baze: too little, too late

Life Unexpected

Quase 17 anos atrás, a estudante certinha Kate e o popular Baze tiveram um caso rápido dentro do carro dele, ao som de “Two Princes”. Depois disso, os dois se afastam e têm vidas totalmente diferentes: ela é a bem-sucedida apresentadora de um popular programa de rádio; ele é o dono irresponsável de um bar. Até que a filha que Kate deu para adoção aparece com os documentos para sua emancipação. Como a série não poderia acabar aí, a adolescente Lux é colocada sob a custódia de seus pais biológicos.
Aos trancos, barrancos e muito drama, a relação acaba se ajustando. Mas a tensão entre Kate e Baze coloca em risco o noivado dela com Ryan, seu co-apresentador na rádio. No final da temporada, Baze invade a igreja durante o casamento de Kate, mas ela mostra que cansou de esperar e escolhe seu confiável noivo.


A temporada mais mãe-e-filha até agora

Medium

As habilidades de Allison Dubois ficam bagunçadas por algum tempo após a cirurgia para remover um tumor no cérebro, mas ela se recupera e continua a ajudar a promotoria de Phoenix.
O destaque do ano foi a ampliação na participação de Ariel, a filha mais velha dos Dubois – culminando no episódio final no qual a Allison morta atormenta e força sua filha médium a seguir seus passos e solucionar seu crime. Ah, sim – era tudo um sonho.

 

[compre: DVDs das séries GOSSIP GIRL, GREY'S ANATOMY, HOUSE, HOW I MET YOUR MOTHER, HUMAN TARGET, LAW AND ORDER: SVU, LIFE UNEXPECTED e MEDIUM]



This entry was posted in TV and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook