VEJA e VOGUE Brasil fazem as piores capas de revista da semana


A revista de moda e comportamento fez um especial só com modelos negras e colocou na capa a linda modelo pernambucana Emanuela de Paula fotografada por Bob WolfeNson e com as chamadas “Chic Natural” e “Black Is Beautiful” em destaque.

Mesmo levando em consideração que o design está muito bem feito e que Emanuela é uma top model de beleza estonteante foi uma pena terem escolhido a modelo com menos traços negros, alisado seus cabelos ao máximo e clareado seu tom de pele; quando vi a capa num cartaz de banca pensei estar diante de uma modelo branca super-bronzeada ou fazendo black face. Chic, mas nada natural, nem valorizando a negritude. A VOGUE não é a RAÇA BRASIL, mas podia aprender algumas coisas com ela.

Já a VEJA SP, o que dizer? Foi-se o tempo em que as capas de revista semanal tinham design interessante.

Não é de hoje que as capas têm uma direção de arte datada, uma mistura de stock footage, cliparts, photoshop disasters e aerógrafo. Aliadas a um posicionamento político claro e uma mão pesada no discurso, essas pérolas do design a serviço da Política fizeram da VEJA em 2010 a Fox News das revistas brasileiras.

Mas com essa capa da edição paulista a revista chega a um novo nadir. O que é este design? Faltou tempo para bolar algo melhor para o aniversário da cidade de São Paulo? Nem os arquivos PPS com “mensagens bonitas” que minha mãe envia por email têm algo tão feio. E o mistério maior é: por que não usaram a fonte Comic Sans?

Se você souber de alguma ainda mais trash, avise nos comentários. Vai ser difícil mas não custa perguntar.

atualizaçãofizeram um remix da capa da Vejinha:

compre na Livraria Cultura: livros de VOGUElivros de BOB WOLFENSON



This entry was posted in Design, lol, Revistas, Trash and tagged , , , , . Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook

  • Pingback: Tweets that mention VEJA e VOGUE Brasil fazem as piores capas de revista da semana -- Topsy.com

  • Camilo Rocha

    Excelente post Hector, incrível como o elevador da Veja sempre tem mais um subsolo para descer.

  • Marta

    Pra quê a Goma tá falando disso? Quem se importa com a Veja ou com a Vogue? Isso aqui virou um blog pessoal ou de design, foi? Aliás, eu tava vendo as categorias que estão listadas lá em cima… Gastronomia? Moda? Café da Manhã? Muso? Musa? Tão de sacanagem é? Cadê a velha e boa Goma que quando explode faz Pop? Se é assim, dou logo o meu adeus…

  • Anonymous

    Marta, entendo sua preocupação e agradeço o comentário! essas categorias estão na Goma desde muito tempo, antes mesmo da versão “site de notícias” em 2010. esse tipo de post é uma espécie de volta ao que a ente fazia antes.

    Café da Manhã era um round-up de links matutinos que abandonei. clica nas categorias Muso e Musa pra você ver o estilo dos post listados lá, acho que vai se surpreender.

    a Goma nunca foi limitada a falar só de HQ, Cinema, Música e Games, sempre comentamos sobre design, revistas e até fofoca, do nosso jeito e tentando inserir num contexto maior.

    Cultura Pop abrange muita, muita coisa. não há limite sobre sobre os assuntos que abordamos, sejam eles mainstream, indie, underground. se chama nossa atenção, se temos algo a dizer e se podemos fazer um post a respeito, não há por que não fazer – dando nossa visão sobre aquilo.

    um dos nosso objetivos com a Goma é fazer o que se entende por cultura trash ser levada a sério, fazer a alta cultura ser zoada e o que está no limite das duas ser entendido justamente por ser esse ponto de convergência onde as coisas se encontram, mudam e evoluem.

    por isso acho normal sua reação, e espero que perceba que nossa proposta na verdade nunca mudou na essência, só mudou o jeito que a apresentamos.

  • Marta

    É que eu sou da época do papel de chiclete e das colagens toscas que faziam o charme do Goma. Agora tá muito profissional e tenho medo que o Goma fique tão omeletado como outros sites que eram muito bons no começo e depois o sucesso os corrompeu!

    P.S.: cliqui lá no “muso” e em outras categorias e não foi para lugar nenhum. Links quebrados?

  • Anonymous

    Marta, vou ver isso dos links, valeu pelo toque.

    fique tranquila que estamos cada vez mais informais, nos colocando no texto, fazendo graça [ou tentando] e com o amadorismo de sempre, haha.

    em 2010 é que tentamos ter um estilo mais formal em alguns momentos e não funcionou como esperado. estamos agora meio que voltando ao estilo da época do papel de chiclete que vc citou, hehe.

    nem que a gente quisesse poderia desbancar o Omelete – eles estão aí há 10 anos, têm uma audiência monstruosa e cumprem um papel de dar notícia que não é bem o nosso. aliás, gozado vc os citar – nesta quarta vou anunciar algo interessante [pra mim, pelo menos] que tem a ver com eles.

  • Pingback: Gomanalytics – posts mais vistos em janeiro de 2011