A melhor novela sobrenatural que você nunca viu


Lazlo Wood retorna a Point Dume para o funeral de seu pai e se encontra cercado de mistérios na cidadezinha praiana. Sua madrasta está escondendo alguma coisa na despensa. O jardineiro Bron está envolvido com a filha de seu patrão e com seu doppleganger Ron. O professor Pyle está fazendo experimentos misteriosos com crianças. O vizinho medonho está… o que é que se sabe sobre o vizinho medonho?

Essa é a história do novelão sobrenatural “Point Dume”, um programa que não existe mas será resumido na websérie “Previously on Point Dume”, que estreou nesta segunda-feira no portal FunnyorDie.

Cada webisódio de “Previously on Point Dume” é uma montagem de cenas inspirada naquela sequência inicial de várias novelas e seriados, que serve para recapitular o que aconteceu “no episódio anterior de…”. A impressão é de um “Grosse Pointe” levado a extremos (ainda) mais bizarros.

A websérie chamou a atenção porque é estrelada pelo ator Enver Gjokaj (uma das melhores surpresas da finada “Dollhouse”), que também tem um dedo na produção, roteiro e direção. Em entrevista ao site HitFix, Gjokaj descreveu “Point Dume” como “‘Lost’ encontra ‘Detetive’” – uma história na qual há sempre um novo mistério e nada nunca é resolvido.

“Sempre achei que as novelas são completamente hilárias, mas as histórias são meio ruins”, explicou o ator. “Se você pode fazer qualquer coisa, se você pode matar alguém e trazê-lo de volta como seu irmão gêmeo ou qualquer coisa assim, então você pode fazer muito mais com uma novela do que as pessoas fazem. Elas tendem a ser sobre incesto e questões de paternidade e coisas desse tipo. Estamos simplesmente pegando uma novela e fazendo-a muito melhor, em nossa opinião”.

Lazlo Wood e a madrasta se encaram em "Previously on Point Dume"

Lazlo Wood e a madrasta se encaram em "Previously on Point Dume"

Gjokaj embarcou em “Previously on Point Dume” com um grupo de amigos formado por atores e roteiristas. O grupo já trabalhou junto em outras ocasiões – um dos projetos anteriores foi uma “boyband a cappella” que foi deixada de lado quando “Glee” foi lançada nos EUA.

(Você está pensando “Acafellas”? Eu estou pensando “quanto eu preciso pagar para ver Enver Gjokaj em uma boyband?”)

(Você está pensando “Acafellas”? Eu estou pensando “quanto eu preciso pagar para ver Enver Gjokaj em uma boyband?”)

A experiência ainda é nova para Gjokaj, mas ele tem com quem se aconselhar: em “Dollhouse”, o ator trabalhou com duas referências em webséries – Joss Whedon (Dr. Horrible’s Sing-Along Blog”) e Felicia Day (“The Guild”). Apesar dos contatos, ainda não há nenhuma participação especial programada.



This entry was posted in Internet, Webséries and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook

  • http://meadiciona.com/deniscp/ Denis Pacheco

    A impressão é de um “Grosse Pointe” levado a extremos (ainda) mais bizarros. – tem como não querer ver isso? (e com Victor)