POP R.I.P.?


Se a morte de Michael Jackson representou realmente o fim do “pop”, só o tempo dirá. Mas o que já dá para perceber é que a fatalidade com o cantor (“merecidamente”) tirou as atenções de um dos principais festivais de música do mundo, o Glastonbury, que rolou no último final de semana em uma fazenda no sudoeste da Inglaterra e marcou a volta do Blur. Por isso, com a ajuda do Rogério Brandão e do Fabio EBP, preparei uma amostra com o melhor e o (dependendo do seu gosto) pior do festival. Com essa misturada toda dá para ter uma idéia da cara do pop hoje. Ou do que ele era instantes antes de seu fim.

UPDATE: Por questões de direitos autorais da BBC, o YouTube tirou do ar todos os vídeos que a gente indicou. Mas é possível encontrar a maioria deles (e até outros) para download em blogs. Se você ficou curioso para ver algum dos vídeos que a gente indica abaixo, vale a pena ir atrás.

Dizzee Rascal[bb] – Bonkers

Lily Allen[bb] – Not Fair

Mäximo Park[bb] – Apply Some Pressure

Lady Gaga[bb] – Poker Face

Franz Ferdinand[bb] – No You Girls

Friendly Fires[bb] – Jump In The Pool

Yeah Yeah Yeahs[bb] – Zero

La Roux[bb] – Bulletproof

Bat For Lashes[bb] – Daniel

BÔNUS: Blur[bb] – Girls and Boys

BÔNUS 2: Klaxons[bb] tocando música nova fantasiados de Beetlejuice, Edward Mãos de Tesoura e A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça.



This entry was posted in Clipes, Música. Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook

  • klaus

    fim do pop?!
    o jacko musicalmente falando estava morto faz tempo. o pop por outro lado nunca esteve tão vivo, seja com coisas fabricadas, seja pelo próprio estilo (hiphop e nao estas coisas que apareceram aí), seja simplesmente pelo que é popular e brega (como aqui no brasil). e por isso o pop nunca morrerá.
    que exagero…