Muse ao vivo: é hoje!


muse

Hoje chegou o grande dia que eu esperava há alguns anos: assistir a um show do Muse.

Conheço a banda desde julho 2003, quando ao buscar informações sobre minha então banda predileta, o Incubus, me deparei com uma indicação de download da faixa “Stolckholm Syndrome”, poderoso hard rock de riff marcante e veloz com vocal angustiante similar ao Thom Yorke. Era tudo o que um garoto de 16 anos gostaria de ouvir.

Apesar de certa louvação e twitts-nerds-descontrol sobre o setlist da turnê na América Latina, engana-se quem acha que sou fã babão da banda. Admiro muito o trabalho do trio inglês, mas também tenho algumas grandes ressalvas a fazer cinco anos após conhecer o Muse. A começar pela virtuose em excesso. Relevo uma masturbação instrumental utilizada no contexto das canções, mas certos solos de guitarra “du róque” feitos pelo também vocalista Matthew Bellamy incomodam meus ouvidos. Basta escutar/assistir ao DVD HAARP, lançado neste ano, e conferir as desnecessárias jams.

O excesso vale também para a megalomania utilizada desde o álbum “Origin of Symmetry”, o 2º da carreira, e para as baladas bunda-molísticas como “Blackout”, “Soldier´s Poem” e “Invincible”. Embora reconheça que o Muse é uma daquelas bandas que tem carta branca para fazer épicos colossais, o resultado muitas vezes é extremamente piegas.

Mas quando o Muse acerta a mão e equilibra virtuose e megalomania messiânica o resultado é devastador, como pode ser atestado na maioria dos singles, como “Hysteria”, “Time Is Running Out”, “New Born”, “Bliss”, “Starlight” e tantos outros. E talvez seja esse o grande motivo para eu ainda estar faminto por um show da banda. Apesar de todas as ressalvas levantadas, assistir ao Muse a alguns metros de distância é uma experiência que eu jamais ignoraria. Arena rock feito com esmero não faz mal a ninguém.

Aguarde atualização sobre minhas impressões/emoções sobre o show de Sampa.

Veja duas das minhas prediletas Muse:

Hysteria (Live @ Wembley Stadium)

Map of the Problematique (Live @ Wembley Stadium)



This entry was posted in Música. Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook

  • elson

    estarei lá também!