Rom na passarela


(Vi isso no twitter da Flávia Durante. Como é o segundo post nesses dias onde eu retruco algo que vi linkado no twitter dela (o primeiro foi lance do Facebook), deixa eu primeiro deixar bem claro que a Frá é bróder e o twitter dela é minha CNN. Love, Frá <3 !!!)

O post em questão é da Revista Época, entitulado Bear na passarela, sobre o desfile recente de Vivienne Westwood em Milão que contou com a presença do seguinte tiozinho peludo e musculoso…

gypsy404b 681707c Rom na passarela

Um bear na passarela, segundo o autor do post Denerval Ferraro Junior. Lá no post original você aprende que ele bebe cosmopolitans (ahem), tem visual de urso (ahem), e o resto ele não conta. A Revista Época é do grupo Globo, de propriedade de Satanás, e desse pessoal eu espero qualquer coisa, em geral coisa ruim. Mas vai saber, pode ser algo positivo, talvez estejam querendo promover a estética bear (não tinha um no BBB?) para que barbudos como Wolf Maia possam finalmente sair do armário e Denerval possa contar o tal resto. O fato é que manipularam feio a notinha.

O desfile teve outros modelos inusitados, tipo esse aqui, que já não tem tanta cara de bear.

20080622 moda1231 Rom na passarela

O tema proposto por Vivienne Westwood em sua coleção foi imigração e marginalidade, em uma coleção altamente política inspirada não só nas roupas como nas próprias características étnicas de povos ciganos. E a Revista Época vai lá e me dá uma nota sem sequer mencionar a palavra cigano. Comofas~~~~

Westwood colocou modelos, não-profissionais é claro, da etnia Rom para desfilar em Milão. Milão é a casa da Liga Norte italiana – o grupo neo-fascista que chegou ao poder federal esse ano – e atualmente o centro da tensão pan-Européia que vem se manifestando com a prisão e extradição de populações Rom da Europa em geral e da Itália em particular. Pra dar uma idéia da treta, a porta-voz da prefeitura de Milão, Tiziana Maiolo, respondeu publicamente ao desfile dizendo que Madame Viv tem uma "idéia romantizada do povo Rom, uma gente que não gosta de trabalhar e vive de explorar crianças e roubar".

A véia punk, bravamente, fez um fashion statement de verdade ali bem onde a onça bebe água, tentando trazer relevância cultural e política a uma indústria que cada vez mais é tudo menos relevante. Uma pena que a mensagem se perde assim tão fácil.



This entry was posted in Moda, Política. Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook