Fanzines na livraria


Russell Ferguson sentiu uma certa vibe e foi atrás dela.

Ele é proprietário da Analogue Books, em Edimburgo, Escócia, voltada para o mundo do design, arte de rua e música, inspirada em livrarias de Nova York, Paris e Londres. Recentemente, Ferguson sentiu-se tentado a oferecer algo ao seu público que viu em outro lugar: abrir espaço em suas prateleiras para a venda de fanzines e iniciar sua própria linha deles.

A referência, dessa vez, veio da Suíça: em 2001, o designer de skates Benjamin Sommerhalder lançou, numa pequena loja de Zurique, o Nieves. O fanzine reuniu artistas os quais o trabalho agradavam Sommerhalder, que entrou em contato com os mesmos e ofereceu a oportunidade de divulgar seus trabalhos na produção de baixo custo. Com o tempo, o Nieves tornou-se cultuado e com colecionadores em todo mundo.

Ferguson decidiu fazer o mesmo, usando sua livraria como ponte — iniciativa que tomou forma quando as edições do Nieves vendidas na Analogue começaram a gerar boas vendas.

Running Amok é a linha de zines mantida e vendida por Russell ao preço de 3 euros (5 dólares), que conta com a colaboração de artistas gráficos de diversos países — tudo na base da boa e velha xerox.



This entry was posted in Livros, Revistas. Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook