DOM CASMURRO E OS DISCOS VOADORES e Clássicos Fantásticos na Livraria Cultura


A Lua de Papel, editora do grupo Leya Brasil, está organizando no começo da noite hoje em São Paulo o lançamento de seus primeiros clássicos brasileiros remixados com elementos fantásticos por novos autores.

DOM CASMURRO E OS DISCOS VOADORES [de Lucio Manfredi], SENHORA, A BRUXA [de Angélica Lopes], O ALIENISTA CAÇADOR DE MUTANTES [de Natália Klein] e ESCRAVA ISAURA E O VAMPIRO [de Jovane Nunes] já chegaram às livrarias para alegria dos fãs da nova Literatura Fantástica – na linha de ORGULHO, PRECONCEITO E ZUMBIS – e para o horror dos puristas. E toda vez que puristas ficam horrorizados é sinal que algo de novo e interessante pode estar sendo feito.


Em Dom Casmurro e os discos voadores, escrita por Lúcio Manfredi, a trama romântica sofre a interferência de seres alienígenas e andróides, disfarçados sob os personagens originais de Machado. Cabe ao leitor identificar quem é quem. Como no livro original, o ciúme de Bentinho continua presente. Só que agora existe mais um motivo para sua desconfiança: a ligação entre a amada Capitu e seu melhor amigo Escobar não é mesmo deste mundo.

O Alienista Caçador de Mutantes, escrita por Natalia Klein, é uma versão revisitada de um dos contos mais famosos de Machado de Assis, que soma a irreverência e o nonsense ao humor ácido e politicamente incorreto do escritor carioca do século XIX. Agora, a vila de Itaguaí é alarmada pela queda de uma nave espacial e por uma névoa que causa mutações alienígenas. Quem cuidará do caso é o médico Simão Bacamarte, que recebeu do povo a alcunha de alienista, uma combinação de alien com especialista.

Na versão de Angélica Lopes, Aurélia – a vingativa Senhora de José de Alencar – agora é retratada como Senhora A bruxa, e está envolvida no plano maligno das irmãs Blair, feiticeiras celtas em busca de vida eterna. Para realizar a poção mágica que as fará viver para sempre, as bruxas precisam conseguir: 4 lágrimas de amor, 2 juras de ódio e 1 gota de sangue (obtida em ferimento feito pelo ser amado, com objeto de prata e na intenção de matar). Parecem ingredientes fáceis de achar, mas as bruxas sabem que as histórias de amor estão sujeitas às mudanças de rumo e, por isso, precisam cercar Aurélia e Fernando por todos os lados.

Já a Escrava Isaura e o vampiro, criada por Jovane Nunes, encontra sua melhor descrição nas palavras do próprio autor: “Esta obra horripilante é baseada em fatos mentirosos e qualquer semelhança com a realidade é mera criação do autor. Digo isso para fugir de qualquer tipo de reclamação na justiça. Meus advogados e a própria editora me aconselharam a tomar esse cuidado. É possível que algum vampiro se sinta prejudicado em sua imagem e queira me processar. Quanto a isso, deixo claro que não tenho nada contra os vampiros. Particularmente, não gosto de beber sangue, mas não tenho nada contra quem faz isso socialmente”.

Serviço:

Lançamento “Clássicos Fantásticos”
quarta – 22.setembro – 18h30
Livraria Cultura
Conjunto Nacional
Avenida Paulista, 2073
São Paulo – SP
fone: 11-3270-4033



This entry was posted in Eventos, Livros and tagged . Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook