Mangá com temática gangster-gay é proibido na Alemanha


Finder “Mídia perigosa para a juventude”. Esta foi a denominação do governo alemão e diversas organizações sociais ao avaliar o mangá Finder, de Ayano Yamane.

A publicação, lançada por lá pela Tokyopop Germany, teve sua venda proibida em lojas especializadas e sites germânicos. Mas a restrição vai além: o mangá[bb] não pode ser nem mesmo emprestado ou exposto em público; exposição esta que restringe também amostragem por transmissão. Violações as tais determinações serão punidas de acordo com as leis alemãs, considerando-se sua jurisdição.

Finder possui temática yaoi – onde o foco é na relação homossexual entre dois homens, tendo o público feminino como alvo – e, apesar da classificação etária para maiores de 18 anos, podia ser adquirido por crianças. Isto porque não é necessário checar a identidade do consumidor até que determinada publicação seja incluída no que eles chamam de index.

A matriz da Tokyopop nos EUA não teria sido avisada oficialmente da proibição quando a mesma foi imposta.

Em algum lugar, José Serra, tal qual um Sr. Burns[bb], sorri maquiavelicamente .



This entry was posted in HQ-Mangá. Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook

  • http://www.twitter.com/roger_brandao Rogério Brandão

    caray, não aguento mais tanto gay fail em tão pouco tempo. derrota do adam lambert no american idol, aluna censurada por ter feito trabalho sobre harvey milk, prop 8 endossada pela suprema corte da califórnia e jurado gongando dupla masculina de patinadores no ‘so you think you can dance’.

    socorro!!

  • Flávio Bispo

    Bah, vindo da Alemanha nada me surpreende. E depois querem que esqueçamos Hitler, que alemão é gente boa etc…

  • http://hectorlima.com HectorLima

    po, que generalização nadaver. os alemães em sua maioria tem hoje em dia é vergonha da existência do Hitler. isso não é querer esquecer, é ficar vigilante pra não se repetir.