família Siegel recupera direitos do Super-Homem



esta semana saiu a homenagem de Morrison e Quitely acima saiu no grande ALL-STAR SUPERMAN #10, sobre como um universo sem Super-Homem [o nosso?] acaba sempre tendo um – gerado pela necessidade e força criativa do próprio Super que serve de babá pra esse universo.

no mesmo dia saiu a decisão judicial favorecendo os herdeiros de Jerry Siegel, um dos co-criadores do personagem junto com o Joe Shuster receberam de volta os direitos referentes à revista ACTION COMICS #1 [de 1938], que a dupla tinha vendido na época à DC Comics por míseros U$130 [que na época valiam mais]. na batalha judicial que dura anos, a família alega que a dupla foi levada a vender pelo preço de banana e tem direito a uma porcentagem dos lucros gerados pelo personagem. mais detalhes técnicos aqui.

ainda não se sabe o quanto a família vai receber, nem a quantos anos de uso do personagem os herdeiros têm direito, mas é fato que essa é uma decisão histórica e de qualquer forma o Super não vai deixar de ser publicado pela DC; mas é sempre bom novos velhos autores prestarem atenção nesse tipo de notícia pra não chorar mais tarde.



This entry was posted in HQ-Comics. Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook