tem coca aí na lata de sardinha


Filho de cineasta de filmes policiais, Livio Bruni Filho saiu do hi-society para o mundo do crime. Prestes a deixar a cadeia, fala com exclusividade para a PODER

Livio Cecchini Bruni Filho, brasileiro, 55 anos, ficou conhecido, e muito, nos anos 80, como o homem que planejou mandar cocaína para os Estados Unidos, em latas de sardinha. Foi apontado pela polícia como homicida, integrante da máfia e chefe da maior quadrilha de tráfico de drogas do país naquela época. Em 1984, mesmo ano em que se complicou por aqui, fugiu para a Europa. Em 1996, foi preso e expulso da Espanha, condenado, em primeira instância, por tráfico e homicídio. Pena: 28 anos e seis meses.



This entry was posted in Cinema, Fofoca, Trash. Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook