Sam Mendes vai dirigir o próximo James Bond


Justamente no mesmo dia em que a MGM anunciou que o próximo filme de James Bond enfrentará uma pausa motivada por dificuldades financeiras, o The Hollywood Reporter revelou em primeira mão que Sam Mendes será o diretor do 23º filme do agente britânico[bb] mais famoso do cinema.

De acordo com o site, Mendes está em negociações finais com o estúdio e espera acelerar o início das filmagens para junho desse ano, jogando o lançamento do filme para 2011. Depois do Bond sofrido que Marc Foster dirigiu em Quantum of Solace, Sam Mendes provavelmente deve voltar a fórmula que posicionou o espião no imaginário mundial.

Considerando que o diretor do premiado Beleza Americana não tem assim tantos filmes no currículo, podemos até fazer idéia do que Mendes trará a franquia. Desde sempre, seu foco foi no desenvolvimento de personagens em detrimento de quaisquer circunstâncias extraordinárias.

Funcionou quando ele saiu dos subúrbios e partiu para a adaptação de Estrada para Perdição, mas não funcionou tão bem no cansativo Soldado Anônimo. Diga-se de passagem, Kathryn Bigelow fez um Soldado Anônimo muito melhor em seu Guerra ao Terror, indicado ao Globo de Ouro desse ano como melhor filme dramático.

Particularmente, acho que Sam Mendes está ciente da pressão que é dirigir um filme de James Bond sem cair no absurdismo nonsense (Um Novo Dia para Morrer. Surf no ártico? Alguém?) ou na excessiva dramaticidade (Estou esperando o vilão de Quantum of Solace até agora. Em espírito, eu não saí do cinema até que ele enfrentasse o Mr. White decentemente).

Devemos esperar Kate Winslet, esposa de Sam Mendes, como Bond Girl? Ou melhor ainda, como vilã? O mundo bem poderia ter uma nova MayDay. Será que veremos o agente com permissão para matar trocar a espionagem pelos subúrbios? Que comecem as especulações.



This entry was posted in Cinema and tagged , , , . Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook