Marion Cotillard vira LADY BLUE SHANGHAI no curta de David Lynch para a Dior


Depois de a musa francesa aparecer como Lady Rouge no clipe dirigido por Jonas Akerlund com música do Franz Ferdinand e como Lady Noire no curta de Olivier Dahan, é a vez de conhecermos a Lady Blue de David Lynch em uma viagem misteriosa pela China de duas épocas:

No terceiro capítulo da série para promover a linha Lady Dior, Marion faz a mais nova das “damas presas em um mistério” de Lynch, que filma no mesmo tipo de vídeo usado em seus filmes mais recentes. O fiapo de trama gira em torno da bolsa azul que sinistramente aparece no quarto de hotel da mulher e a faz lembrar de quando foi transportada para uma Xangai do passado.

Viagem no tempo, na memória, para vidas passadas? [fãs de TWIN PEAKS dirão que rosa azul = caso sobrenatural] Não importa, a bolsa é linda. Lynch está se repetindo ad nauseum? E daí, o figurino é de Christian Dior. O que resta como nos acostumamos, é a experiência sensorial desse sonho filmado – ainda mais por se tratar de um comercial [de 16 min], aqui o foco – e o desfocado – é nas sensações.

Lynch não é estranho ao mundo da propaganda nem ao das marcas finas. Ele já fez campanha fotográfica para Christian Louboutin, uma instalação para a Cartier e mais recentemente um comercial para a Gucci.

Uma versão maior do monólogo do minifilme também foi transformado em um vídeo chamado O POEMA:

trecho do making of:

[compre: filmes de David Lynch \ DVDs de Marion Cotillard]



This entry was posted in Cinema, Moda, Publicidade and tagged , , , . Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook