E se Marty McFly ficasse com a mãe em DE VOLTA PARA O FUTURO?


Quando Marty McFly chegou a 1955 no filme DE VOLTA PARA O FUTURO, a versão mais nova de sua mãe Lorraine fica apaixonada pelo seu jeito de bad boy atrapalhado. Isso coloca em risco a existência de Marty pois ela nem queria mais saber de George, seu futuro pai. Mas e se ele assumisse o complexo de Édipo insinuado no filme? As conseqüências nem Doc Brown poderia prever.

O pessoal do College Humor levou a hipótese a cabo em uma rápida paródia que desafia as hipóteses do Paradoxo do Avô [olha ele de novo] mais do que no filme de Robert Zemeckis. Da mesma forma que no filme Marty começa a desaparecer, pensei que ele ia alterar sua linha temporal a ponto de nascer com alguma deficiência mental – mas seria um humor talvez mais adequado ao SOUTH PARK. O que o College Humor fez foi fazer do dilema uma curtição, por mais errada que seja:

O presente se alterou de tal forma que o Doutor Emmet Brown não é um inventor, mas sim um terapeuta de agentes secretos.

[compre: DE VOLTA PARA O FUTURO EM DVD]



This entry was posted in Cinema, Internet, Trash, TV and tagged , , , , . Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook