Network (1976) – torrenteca basica


Finalmente assisti o famoso Network, filme de Sidney Lumet que tem a minha idade – foi lancado em 1976.

Recentemente o filme foi comentado por ai novamente porque Heath Ledger perigas ganhar um oscar depois de falecido, pelo seu papel no filme O Chapolim Colorado. O ator Peter Finch morreu antes de receber a estatueta de melhor ator que acabou ganhando por Network.

Tambem recentemente, cenas do filme ganharam destaque no documentario Zeitgeitst.

Assisti e eh um filmao. Pode dar oscar, trofeu joinha e baixar sem medo.

Trata-se de uma comedia. Ambientada em uma grande mas decadente estacao de TV norte-americana – pense Rede Manchete/Rede Tv! – o roteiro nunca sai do ambito corporativo. Tudo eh trabalho o tempo todo e o IBOPE eh a grande preocupacao de todos os personagens. O personagem de Peter Finch eh ancora de telejornal que pira no ar e ao vivo, gerando recordes de audiencia e chabus varios.

O + legal sao os personagens:

Peter Finch faz Howard Beale, o ancora que enlouquece no ar.

Do nada e em pleno ar o ancora desconstroi o sistema mediatico da nacao a medida que deixa de se tornar mera parte dele para tornar-se seu proprio vortice. Seu discurso eh revolucionario e imedtamente, dolorosamente auto-absorvido – ou auto-absorto?

Esse eh o naipe de boa parte das falas de Peter Finch. Note que o filme nao eh chato, eh uma comedia bem engracada. Apesar do texto ser ideologicamente impecavel, Finch o entrega com ritmo feito um rapper. Voce pode nao entender uma palavra, mas eh impossivel nao ouvi-lo.

Resumindo, eh um Alborghetti de esquerda.

Nos anos 70, ancora alucinado ainda causava espanto. Hoje os temos aos borbotoes.

William Holden faz o chefe do ancora, o diretor do Departamento de Jornalismo. Eh um dos profissionais e um dos academicos mais respeitados em seu meio.

Alem de chefe, eh o melhor amigo do ancora pirado, eh professor emerito da prestigiosa FACUL e eh considerado um pao tanto pelas menininhas como pelas tantas suçuaranas a solta no deserto. Se fosse no BR, o papel seria de Jose Mayer ou Gil Brother.

Faye Dunaway faz a ruiva over-achieving de tailleur executiva jovem, eficiente e bem sucedida. Eh ainda obcecada com seu professor da FACUL – ver Gil Brother acima – e por acaso eh a nova chefe do antigo sensei. Eh a responsavel por transformar a Rede Manchete em Rede TV! – ou em todo caso, a ficticia UBS na emissora que mais cresce na Amercia dos anos 70.

Referencias:

E tem outros personagens memoraveis varios, incluindo esse do gordinho de Deliverance/Superman:

Vejao~~~

compre: The Network (Special Edition) – Duplo – DVD importado



This entry was posted in Cinema. Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook

  • http://hectorlima.com HectorLima

    *balança o punho no ar

    ainda terei minha vingança por essa zoação do bátema, baraldiiiiii!

    hahahaha

  • Elson

    why so serious hahahahahaha

  • http://meadiciona.com/euamotubaina Eduardo Roberto

    vi esse filme no primeiro (ou segundo?) semestre de FACUL, graças ao digníssimo e respeitabilíssimo profº José Salvador Faro. Essencial para os proto-jornalistas que crêem que o meio é a mensagem. ou não.

  • Da Mala

    onde tem a legenda para baixar ? :X
    meu inglês é meio probe