“profissional du sé-qui-çu”


a frase, semi-imortalizada na crássica reportagem do velho que “comeu e não pagou”, foi a primeira coisa que me veio à cabeça quando vi o ensaio – totalmente não-erótico – que o fotógrafo Phillip Toledano fez de trabalhadores de telessexo.

é naquela onda de humanizar bastante o objeto. uma das prossionais du sé-qui-çu se compara à “Sherazade”, contando da privacidade de sua casa e à distância de uma ligação, 1001 histórias pra sobreviver.



This entry was posted in Artes, Pr0n. Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook