SUPERMAN DAT HOE


esse é o tipo de post c\ confluências de mídias diferentes que eu gosto – e faz tempo queria falar desse aqui. primeiro, o Super-Homem da NBA:

No último dia 16 de fevereiro, o “Super-Homem” esteve na quadra de basquete da New Orleans Arena e ganhou o torneio de enterradas, uma das modalidades que compõem o All-Star Weekend, no qual ídolos da NBA disputam divertidas competições.

O “Homem de Aço”, entretanto, era Dwight Howard, pivô do Orlando Magic. Foram três tentativas de enterrar a bola na sexta, da forma mais performática possível. Na terceira, o jogador tirou a camiseta de seu time e vestiu outra com as cores e o símbolo do Super-Homem – incluindo a capa – e “voou” para a enterrada.

dá uma olhada na comemoração e nas risadas quando Howard tira a camisa do time pra revelar a insígnia por baixo e coloca a capa. é uma mistura de “não acredito que ele vai fazer isso” com “tá zoando, mano”, tenho quase certeza.

momento não recomendados a menores depois do ‘more’

por quê? por causa de um dos sucessos mais recentes do hiphop, que levou o estilo Snap às paradas da Billboard: Soulja Boy – Crank That. o single chegou ao número um da parada Pop nos Eua após ser veiculado apenas na internet pelo próprio rapper a partir de outubro de 2007.

a coreografia do clipe se espalhou como viral pelo país, com milhares – milhões se pá – de crianças jogando os braços pra frente e pra trás uma perna só simulando o vôo do Homem de Aço – só procurar no Youtube pra ver os vários vídeos caseiros da molecada dançando de um lado pro outro. a letra possui o seguinte trecho:

Soulja Boy up In it (oh)
Watch Me Crank It
Watch Me Roll
Watch Me Crank Dat Soulja Boy
den Super Man Dat (oh)

eu não sei se a criançada sabe o que diz a letra. deve até saber. o “(oh)” da música é a versão censurada do “hoe” ["puta"]. ok, “Super-Homem, aquele puto”? não, é um verbo: “fazer o Super-Homem naquela vadia”. o que vem a ser esta gíria? ora, meu caro, deixa que o Urban Dictionary, sempre na crista da onda dos termos sexuais, conta pra você:

Quando você está com a mina de quatro, tira fora, e goza nas costas\bunda dela. Quando ela te pedir pra limpar, você finge que limpou, e quando ela acordar vai ter o lençol da cama colado nas costas como se fosse a capa do Super-Homem.

boquinha da garrafa, a gente mal te conhecia! quem poderia dizer que anos depois [desculpe] viria algo assim? nada de moralismos aqui, só um riso meio contido de quem vê uma pessoa tropeçar na rua achando que ninguém em volta viu. pois é, mais um exemplo de como o Super-Homem pode ser um filho da puta no fim das contas.



This entry was posted in Admin, HQ-Comics, Música, Pr0n, TV. Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook