Patre Primordium no Iphone anuncia o futuro dos Quadrinhos


qual é o futuro das Histórias em Quadrinhos? ué, ele já chegou: as internets.

ao contrário do que os velhos [de idade mental] acham, o meio digital veio pra complementar – veja como é diferente de “substituir” – o de papel e levar as HQs pra muito mais longe que uma mera tiragem impressa poderia.

não adianta mais falar que prefere ler gibi feito de árvores derrubadas e que não dá pra levar o computador pro banheiro. a nova distribuição e a leitura é digital, coisa nada assombrosa pras gerações que nasceram depois do caixa eletrônico, do videogame, que cresceram usando computador e internet.

aí veio o Kindle, leitor da Amazon que só começou a pegar um pouco agora. e depois veio o Iphone[bb]. e uma nova era se iniciou, anunciada pelos japoneses, que fazem tudo pelo celular – não necessariamente o Iphone. e como é bem-vinda essa nova era.

projetos que antes teriam dificuldade de aprovação em uma editora tradicional [insegura sobre gastar ou não papel com aquilo] agora podem alçar vôo sozinhos, trocando a editora pela desenvolvedora de aplicativos num esquema de parceria em que todos ganham. e muito mais do que uma editora e os autores normalmente ganhariam, a um custo bem bem menor. é assim que funciona o Comixology, um dos apps mais baixados do momento.

a única vez na vida em que ganhei alguma coisa com Quadrinhos foi quando o Major era vendido como download remunerado em uma loja online. o lance do Iphone não tinha pegado ainda, e é sim uma grande sacada: o usuário do telefone de Steve Jobs[bb] baixa um programinha pro seu aparelho [o tal aplicativo ou 'app'] e dali lê uma HQ de graça pra tomar gosto [ou a um preço bem baixo], virando as páginas com os dedos, dando zoom e tudo mais. ele pode comprar mais números daquela revista, a um preço bem mais barato do que compraria em banca.

no caso do mangá brasileiro PATRE PRIMORDIUM, a primeira edição cada uma custa R$ 1,99 e as seguintes R$ 0,99. o mangá conta a “história de Amanda Angel, uma garota quase normal, descobrindo o quanto alguns segredos podem mudar a vida de alguém. No seu aniversário de 19 anos ela recebe um presente misterioso de seu pai, um livro. Aí começa a grande aventura de nossa heroína para descobrir o seu lugar no mundo e a sua missão”. olha um trailer:

o #1 saiu em papel no mês de agosto e o #2 vai ser lançado no final de setembro – veja onde comprar aqui. mas deixa a Ana Recalde, roteirista te explicar melhor como funciona o aplicativo, desenvolvido pela Gol Mobile no vídeo abaixo.

se liga na cereja do bolo: tem opção de dublagem e sonoplastia desenvolvida pela Double Sound, com as vozes de Fernanda Fernandes, Flávia Saddy, Sérgio Fortuna, Sarah Souza e Mckeidy Lisita. essa parte não é necessária pro futuro das HQs no meio digital, mas não dá pra negar que é muito istáile ter algumas das vozes mais legais do Brasil dando mais vida pra sua HQ.

Ana e seu desenhista, Fred Hildebrand, estão fazendo uso de tudo que os criadores e editores da mídia tradicional de HQ odeiam. inclusive o primeiro número surgiu primeiro graças a blogs de scans ditos ilegais, que receberam a primeira edição dos próprios autores em uma bela estratégia de marketing. foi assim que eu fiquei conhecendo, baixando do blog Vertigem.

esse novo jeito de ler HQ não vai substituir as edições impressas [pelo menos não a curto nem médio prazo], veio como outra opção pra permitir que mais projetos possam ser lidos por mais gente e seus autores remunerados por isso. que é o que importa e é bem difícil no mercado independente de HQ, seja no Brasil ou no exterior. e o Iphone[bb] pode ser levado pro banheiro, né? é só não derrubar que tá tudo certo.



This entry was posted in Admin and tagged , , . Bookmark the permalink.



Goma de Mascar no Facebook